quinta-feira, 13 de novembro de 2014

A história da Índia Potira

Para Alê Oliveira

 Um dia, decidi levar uma amiga que eu conhecera na faculdade, lá no sítio que eu costumava morar com meu irmão e meus pais. Ela era muito próxima a mim e um dia comentara que adorava essa vida do interior. As árvores, as flores, o rio... Todo verde, enfim.
  É claro que tal fato iria despertar a curiosidade dos meus pequenos, e também, é claro que falar, eles falariam, e como falaram!
  Admito que, de início, até ficaram quietos, tímidos... Mas sabe como criança é, se acostumou e já era, é bagunça na certa.
  - Pedro, ela é sua namorada?! - perguntou Lucas.
  - Ai.... Ela é tão linda... - falou Larissa encantada.
  - Ai, já começou a Larissa com "linda" dela - ironizou Lucas.
  - Ei... Calma, pessoal! Ela é só uma amiga... - comecei a me explicar.
  - Amiga... Sei... - falou Lucas muito bravo - daqui a pouco, ela rouba você da gente!
  - Ai, Lucas, seu bobo... Ela parece até de livro!
  - Livro, Lari?! Você está doida?! - disse Lucas mais bravo ainda.
  - Não! Olha o cabelo dela, pretinho, liso... Os olhos grandes e preto escuro...
  - Preto escuro, Larissa?! - esbravejou Lucas.
  - É... Preto escuro como a noite... - continuou meigamente a nossa priminha - o olho preto escuro e a pele moreninha... Parece uma índia.... Huuuuum, pode ser índia Potira, moça?!
  - Então, você quer em chamar de índia Potira?! - perguntou minha amiga, de maneira muito simpática.
  - Ah... Se você deixar.... Como você chama? - indagou Larissa com muita vergonha.
  - Alê! - respondeu Alessandra.
  - Então, você vai voltar aqui mais vezes aqui?! - perguntou a pequena menina.
  - Se o Lucas deixar... - pediu Alê docemente.
  - Aaaaaaaah! Tá bom, mas só se você me prometer que você não vai virar marida do Pedrinho, não vai roubar ele da gente e vai me deixar e de deixar a Lari te chamar de Índia Alê Potira! - falou Lucas todo bravinho.
  - Nossa! Quanta coisa! Mas não vou roubá-lo de vocês, é outro moço que vai ser meu marido, o Pedro é como se fosse meu irmão... E sim, ´pode me chama de Índia Alê Potira!
  - Ah! Então assim pode! - desaparecendo a braveza do meu irmão.
  - E qualquer coisa, te ajudo a achar uma marida legal que não roube o Pedro de você! - falou Alê sorrindo.
  E isso foi o suficiente para a Alê conquistar os corações dos pequenos, inclusive o do irritadinho do Lucas. Ela realmente se casou e os dois foram convidados de honra. A Larissa ficou realmente linda de daminha. Ambos gostaram muito do "Índio Potiro", engraçado que os dois eram bem parecidos, mesmo.
  Só que mais engraçado era a Larissa falar que está esperando pelos Potirinhos... Agora, se eles vão vir, isso já é outra história....

Nenhum comentário:

O segredo de seus olhos

  Seus olhos, um vitral, o mais agradabilíssimo de se ver.   Seus olhos, um mistério, o que eu mais gostaria de entender.   Seus olhos,...